Doze dicas para pagar menos imposto e ficar dentro da lei

Doze dicas para pagar menos imposto e ficar dentro da lei

Tempo de leitura: 3 minutos

Você é obrigado a entregar sua Declaração de Renda 2019, ano-base 2018 impreterivelmente até 30 de abril. Fique atento e confira agora 12 dicas que o Diretor Operacional da Fortus Contábil, Evanir Aguiar dos Santos, dá para o cidadão pagar menos imposto, estando dentro da lei.

  1. COMO PAGAR MENOS IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA?
  • Escolha do melhor modelo para declarar
  • Existem dois modelos: o Simplificado e Completo
  • Simplificado – 20% dedução direta
  • Completo – permite deduzir despesas
  • Sugestão: mesmo que antes tenha entregue a simplificada, utilize as despesas e faça a simulação
  • ANALISAR A DECLARAÇÃO EM CONJUNTO
  • Conjunto – soma as rendas
  • Só é vantajosa se o cônjuge possui pouca renda ou somente rendas isentas e tem despesas dedutíveis
  • Sugestão: simular as duas situações
  • DECLARAÇÃO EM SEPARADO DE FILHOS QUE RECEBEM PENSÃO
  • Quando se informa um dependente na declaração, é obrigatório informar sua renda e ela somará aos seus rendimentos e aumentará a base de cálculo do imposto
  • É POSSÍVEL DIVIDIR RENDAS DE ALUGUÉIS DE IMÓVEIS DO CASAL?
  • Com isso, o valor a ser somado cai pela metade
  • Além disso, é possível declarar apenas para aquele que está na menor alíquota
  • Sugestão: simular as situações
  • RENDA DE ALUGUEL – É POSSÍVEL ABATER TODOS OS GASTOS QUE O PROPRIETÁRIO TENHA QUE PAGAR, COMO POR EXEMPLO, IPTU, TAXA DE ADMINISTRAÇÃO DA IMOBILIÁRIA, ENTRE OUTRAS?
  • Necessário informar nos pagamentos os dados da imobiliária que administra o bem
  • DESPESAS COM EDUCAÇÃO DE DEPENDENTES COM DEFICIÊNCIA PODEM SER LANÇADAS COMO DESPESAS MÉDICAS?
  • Dessa forma, todo o valor será dedutível, sem limites, como há nas despesas com educação
  • É necessário ter laudo médico e guardar os comprovantes
  • PENSÃO ALIMENTÍCIA JUDICIAL
  • O valor pago como pensão alimentícia judicial é totalmente dedutível
  • O detalhe é que algumas vezes valores pagos mensalmente como doação para pais, avós etc. que possuem renda e não podem ser seus dependentes,  seriam dedutíveis se houvesse decisão judicial.
  • ACRESCENTE GASTOS COM REFORMAS AO CUSTO DO IMÓVEL
  • Ganho é tributado com 15% sobre a diferença
  • Quanto maior o valor, menor o ganho
  • Receita não permite atualizar o valor
  • Necessário manter guardados os comprovantes por 5 anos
  • Também podem: corretagem, ITBI e despesas do financiamento
  • IMÓVEL RECEBIDO COMO HERANÇA: AVALIAR A TRANSFERÊNCIA PELO VALOR DE MERCADO
  • Quando finalizado o formal de partilha e os bens forem divididos, é possível optar pela transferência do bem pelo valor da declaração ou pelo valor de mercado
  • Neste caso, quando o imóvel tiver sido adquirido há vários anos, é possível utilizar o valor de mercado e transferir pelo novo valor
  • Cuidado, que neste caso deve ter de realizar o GCAP e calcular o valor devido
  • O imposto será pago antecipado, mas com descontos
  • Quando o herdeiro for vender, o ganho poderá ser menor e pagará menos imposto
  • PREVIDÊNCIA PRIVADA – DEDUÇÃO DE ATÉ 12% DO RENDIMENTO TRIBUTÁRIO
  • Valores pagos para PGBL são dedutíveis até 12%
  • Cuidado, VGBL é bem e será tributado somente quando houver o resgate ou recebimento mensal
  • EMPREGADO DOMÉSTICO
  • É possível efetuar dedução do valor pago a título de INSS no IRPF
  • LIVRO CAIXA – PARA QUEM É AUTÔNOMO
  • Mesmo que preste serviços somente para PJ, é possível utilizar as despesas do Livro Caixa.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com amigos!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *